Regresso à casa de partida

m42

antes escrevi sobre a importância de M42 para mim e, sendo que é um dos objectos de céu profundo mais brilhantes no céu e assim ser o ideal ponto de partida para quem se inicia na astrofotografia, teria que ser aqui também o início das minhas experiências. Com muita fita-cola, parte de uma diagonal de um velho refractor que aqui tinha foi acoplada à Canon A480 e a uma ocular Kelner de 20mm. Recentemente instalei o firmware CHDK (ver na página de fontes & links) nesta máquina e passei a poder contar com um disparador remoto e controlo do tempo de exposição até mais de 2000 segundos. Parecia-me ser uma hipótese curiosa para algumas experiências com astrofotografia e assim realizei as primeiras experiências.

Com o Maksutov de 90mm numa montagem azimutal do tipo SLT foi bastante importante o alinhamento, pois o factor de magnificação, mesmo com a ocular de 20mm, é significativo e o alvo tendia facilmente a sair do centro. Realizei alguns disparos entre os 1 e os 20 segundos e acabei por optar por 10s-3.5/f-1600ISO, pois pareceu-me na altura o que me ofereceu melhores resultados. Não processei ainda nenhuma das imagens captadas com menos de 10s, mas irei fazê-lo depois para comparar. O foco foi feito a olho, usando a própria ocular que foi depois acoplada à câmara.

Recorrendo ao temporizador fiz vários “runs” e ainda só processei o primeiro. De 33 lights escolhi 12 (e se calhar ainda podia ter escolhido menos), registados, integrados e processados no DSS. O resultado foi depois tratado com níveis do Paint.Net.

A minha opinião? Francamente ainda não percebo nada disto… A parte da captação parece-me a menos misteriosa, mas a partir do momento em que o processo de trabalho começa a exigir empilhar e integrar, a terminologia escapa-me completamente e não consigo perceber nada do que estou a fazer. E o pós-processamento de tudo, no Photoshop ou no Paint.Net, ainda é para mim uma lotaria: já vou direito aos níveis quando começo a trabalhar, mas a partir daí não faço ideia do que fazer.

Mas não estou nada preocupado: estou a fazer captação com material de última escolha, uma compacta digital de 4 anos colada com fita-cola a uma Kelner. E mesmo assim esta coisa ficou com cor! Tem estrutura que eu nunca vi a olho nu e, raios me partam, se eu não conseguir vir a fazer melhor!

Anúncios