Período grego da Astronomia – Do Geocentrismo ao Heliocentrismo

A interpretação mais simples dos movimentos da esfera celeste indica-nos que os objectos parecem “nascer” a Este e “põem-se” a Oeste, chegam à sua altitude máxima no meridiano (a direcção do Sol ao meio-dia), e continuam o seu trajecto pela parte invisível, até voltarem a surgir no dia seguinte. Assim, a maioria dos objectos celestes apresenta movimentos que podemos explicar através de um sistema com a Terra no centro do Universo. Contudo, os planetas apresentam diferentes movimentos. Enquanto as constelações mantém-se sempre no mesmo lugar, os planetas têm movimentos entre as estrelas de Oeste para Este, e apresentam movimento retrógado, parando e mudando de direcção a determinada altura do seu trajecto.

Geocentrismo
O modelo geocêntrico aparece na astronomia grega por volta de VI a.c., quando encontramos textos de Anaximandro onde este apresenta um modelo cosmológico em que a Terra é uma secção de um pilar, colocado no centro do Universo. Terá sido a primeira pessoa a propor a ideia de que o Sol e os Planetas, que ele imaginava como rodas gigantes com fogo no seu eixo, orbitavam em volta da Terra.
Em IV a.c., em textos de Platão e Aristóteles, o geocentrismo evolui para considerar a Terra uma esfera, colocada no centro de um conjunto de esferas individuais onde se apoiavam os planetas. Mas o geocentrismo era posto em causa por outros autores, que apesar disso não conseguiam explicar porque é que não observávamos o fenómeno de paralaxe ou variações no brilho de Vénus. A paralaxe foi mais tarde medida na movimentação da Terra em relação a estrelas distantes, e o geocentrismo não conseguiria explicar as fases de Vénus observadas por Galileu.
Pitágoras era um dos opositores do modelo geocêntrico, mas defendia que no centro do Universo estariam todos os deuses. Heraclides, por seu lado, defendia que os planetas orbitavam o Sol, mas este orbitava a Terra. Aristarcus estava muito mais próximo da verdade, ao defender um modelo heliocêntrico, mas as suas teorias teriam que esperar até ao séc. XVI para obterem aceitação.
Claudius Ptolomeu, por volta de 150 d.c., haveria de compilar e aprofundar o modelo geocêntrico no “Almagest”, introduzindo rectificações que permitiriam encaixar o movimento retrógado dos planetas.

Os Viajantes
Ao contrário das estrelas, ao longo do ano, os planetas mudam de velocidade, de direcção (movimento retrógrado) e de brilho, fenómeno que não pode ser explicado num sistema com círculos perfeitos em volta da Terra, como o proposto por Platão. Ptolomeu refinou o sistema para ter os planetas a orbitar em torno de um ponto (epiciclo), centro esse que se move em volta da Terra ao longo de um círculo (deferente). Este sistema permitia encaixar e prever os movimentos retrógados com bastante precisão e foi assim utilizado durante 14 séculos. À medida que as medições se tornaram cada vez mais aperfeiçoadas, foi necessário corrigir o sistema de epiciclos com mais epiciclos, sucessivamente, até se ter um modelo de matemática muito complexa. Era possível realizar previsões com este sistema, mas tornou-se de uma complexidade intolerável.

Heliocentrismo
Nicolau Copérnico (1473-1543) coloca o Sol no centro do Universo, dando início ao período moderno da astronomia, mas não resolve completamente a questão do movimento retrógado. No modelo Heliocêntrico de Copérnico, que ainda não abandonou a ideia de círculos perfeitos, o estranho movimento dos planetas ainda não é explicado e obriga também à introdução de epiciclos. Não apresentava uma capacidade de previsão muito superior ao modelo geocêntrico e, enquanto não avançou para um sistema de elipses com Kepler e até às observações de Galileo, a sua adopção foi lenta e conflituosa.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s